Interoperabilidade entre softwares BIM

Interoperabilidade entre softwares BIM - Gryfus - Inteligência em Engenharia de Custos e Software - Volare Sisplo BIM - Sistema completo de Orçamento, Planejamento e Controle de Obras

Você já ouviu falar que compatibilização de projetos é conciliar, harmonizar as diferentes áreas que envolvem um mesmo projeto? É bem sabido que uma obra envolve diferentes áreas de forma simultânea e que apresentam a necessidade de se harmonizarem para o objetivo da conclusão da obra.

O sistema BIM, que é o sistema, por exemplo, do programa Revit da Autodesk, foi criado com o pensamento de Compatibilização de Projetos, visando sempre a harmonização de todos as diferentes perspectivas que envolvem um projeto.

Assim como não foi imediata a mudança da clássica elaboração de projetos através de papel e da tradicional prancheta para o já bastante conhecido sistema CAD (com seu maior representante, o programa AutoCAD), a mudança para o sistema BIM também está sendo bem gradual.

BIM como inovação no segmento da construção civil

BIM significa Building Information Model que seria traduzido para “Modelo de Informação da Construção”, no qual possui diversas compatibilidades de importação e exportação, ou seja, interagindo e operando entre diferentes softwares, além disso, os plug-ins realizam funções de interoperabilidade diretamente no BIM.

Compatibilidade entre Sisplo e Revit

E falando no conceito de compatibilizar e harmonizar, usuários do Revit e usuários do software de orçamento de obras Sisplo podem contar com um incrível programa para auxiliar na união de seus projeto, o Volare Sisplo BIM.

Esse novo programa do sistema BIM possui diversas funções de vincular os serviços Revit aos serviços Sisplo como gerar o orçamento do projeto Revit diretamente dentro do Sisplo, assim quantificando os serviços, produzindo também composições de preço, cronograma, curva ABC, etc.

O Volare Sisplo BIM também possui inteligência artificial autodidata, ou seja, aprende conforme o uso, gerando assim uma base de dados com a memória de cálculo do levantamento, registrando a quantidade de cada serviço por ambiente físico no projeto.

Na fase de planejamento para execução de obra, o programa é capaz de gerar uma planilha com todos os serviços e quantificados por ambiente físico do projeto. Na fase de execução, é possível importar dados de medição da execução da obra e atribuir uma cor para cada uma delas. Por fim, é possível fazer toda a modelagem 3D de como vai ficar o produto final, o prédio.

Com essas informações, esperamos que você tenha terminado esse texto com vontade de saber mais, para isso, basta acessar nossa página de contato, nós da Gryfus vamos tirar todas as suas dúvidas sobre o software Volare Sisplo BIM e os demais programas do sistema BIM.

Categorias: Tecnologia

Tags: sisplo, volare, volare sisplo, volare sisplo bim, terceira onda, BIM, Building Information Model, Modelo da Informação da Construção, grifus, orçamento obras, software orçamento obras, planejamento obras, gryfus, elaboração planejamento obras, elaboração orçamento obras, BIM na Engenharia de Custos, engenharia de custos, engenharia, sistema de orçamento de obras, autocad, Chuck Eastman, orçamentista, técnico em edificação, engenheiro civil, arquiteto, engenheiro, edificação, prédio, BIM como inovação no segmento da construção civil, Compatibilidade entre Sisplo e Revit, Revit, CAD, AutoCAD, Revit da Autodesk, Autodesk

Inovações e tendências do segmento da construção civil

Inovações e tendências do segmento da construção civil - Gryfus - Inteligência em Engenharia de Custos e Software - Volare Sisplo BIM - Sistema completo de Orçamento, Planejamento e Controle de Obras

Para você, profissional de engenharia civil, se manter constantemente atualizado para as novidades que surgem é essencial, e conforme vai passando o tempo, ocorrem inovações que trazem melhora na performance do profissional do setor. Essas melhoras permitem que o processo de construção de uma edificação seja mais rápido e com menos falhas. Com isso, vamos trazer aqui 5 inovações e tendências que, se já não estão no mercado, vão entrar em breve.

Drones para auxiliar na obra

Já no mercado há tempos, mas ainda pouco explorado pelo setor da construção civil, os drones são bastante usados para filmagens em altitude. Sendo um tipo de transporte bastante leve, algumas câmeras, como as GoPro, por serem bem leves, são compatíveis.

A tendência é o uso cada vez mais frequente, visto sua funcionalidade para medição de temperatura, verificação de terrenos com objetivo de constatar possíveis deficiências no solo. Outra função bem interessante é acesso a lugares mais inacessíveis, como penhascos, permitindo assim observar a obra como de forma plena.

Impressão 3D para apresentação

A impressora 3D está se tornando cada vez mais útil, e mais barata. Ela serve para facilitar o processo de criação de formas, que antes só eram acessíveis pelas fábricas. Com a impressão tridimensional, é possível fabricar desde pequenos objetos simples até os mais complexos, e para isso que ela começa a ser usada também no ramo da construção civil.

Sua principal função é a criação de maquetes para apresentação em feiras, exposições, empresas ou demais clientes específicos. Sua outra função é na criação de estruturas com materiais recicláveis, servindo para situações onde a demanda por sustentabilidade é exigida.

Internet das Coisas para facilitar processos

Termo bastante usado na área da Tecnologia da Informação, a Internet of Things, que na tradução fica Internet das Coisas, é o próximo passo para a inovação, sendo tendência para os próximos anos. Em resumo, é a internet aplicada em toda a casa, desde a geladeira até a máquina de lavar.

Na engenharia civil, ela pode ser usada para rastrear equipamentos e funcionários, coleta e acompanhamento de dados em tempo real, além de auxiliar na condução de drones, como falamos antes.

Concreto auto regenerativo

Concreto parece o tipo de material que não há qualquer inovação, mas esse pensamento é ultrapassado. Partindo para a sustentabilidade, o concreto pode ser menos danoso para a natureza e, ao mesmo tempo, diminuir os custos do projeto a longo prazo.

A auto regeneração parece bem futurista, mas com os esforços em bio tecnologia, permite que seja aplicada no concreto que, mesmo havendo desgaste como rachaduras, as próprias bactérias e demais materiais orgânicos presentes na sua composição, permitem uma ação reparadora por até 200 anos.

BIM para melhora de todo o ciclo de vida do projeto

Muitos profissionais da construção civil não conhecem o BIM, mas ele é essencial para melhora da performance de todo o ciclo de vida do projeto de um prédio. Com a sigla que significa Building Information Model, que traduzindo fica Modelo da Informação da Construção, ele é importante desde a concepção, até na modelagem do projeto, substituindo facilmente programas da área, como o AutoCad.

O BIM é um sistema, e existem vários softwares que são BIM, o mais conhecido é o Solaris Sisplo BIM, pois há personalização da orçamentação dos materiais, além do fato de haver o treinamento presencial ou online. Com o BIM, você, profissional de Engenharia Civil, consegue fazer a concepção, orçamento de materiais, modelagem 3D do projeto e acompanhamento, isso com bastante facilidade, exatidão e detalhes, o que com certeza melhora na performance.

Com isso, esperamos que você esteja preparado para todas essas inovações e tendências que só chegam para te facilitar na hora de elaborar e construir. Caso você tenha qualquer dúvida, ou queira mais informações dessas tecnologias, é só entrar em contato com a equipe da Gryfus pela nossa página de contato.

Categorias: Tecnologia

Tags: sisplo, volare, volare sisplo, volare sisplo bim, terceira onda, BIM, Building Information Model, Modelo da Informação da Construção, grifus, orçamento obras, software orçamento obras, planejamento obras, gryfus, elaboração planejamento obras, elaboração orçamento obras, BIM na Engenharia de Custos, engenharia de custos, engenharia, sistema de orçamento de obras, autocad, Chuck Eastman, orçamentista, técnico em edificação, engenheiro civil, arquiteto, engenheiro, edificação, prédio, Inovações e tendências do segmento da construção civil, inovações do segmento da construção civil, tendências do segmento da construção civil, drones para auxiliar na obra, drones, impressão 3D para apresentação, impressão 3D, impressora 3D para apresentação, impressora 3D, Internet das Coisas para facilitar processos, Internet das Coisas, IoT, Internet of Things para facilitar processos, Internet of Things, concreto auto regenerativo, sustentabilidade na construção civil